FacebookPixel
O que deve saber sobre o mercado imobiliário
Voltar \ Turismo na Reabertura do País

Turismo na Reabertura do País

04 set 2020
Turismo na Reabertura do País
Turismo na Reabertura do País
A abertura do corredor aéreo com o Reino Unido teve um efeito bastante positivo ao nível do Turismo em Portugal. Nomeadamente no Algarve e na Ilha da Madeira.
Houve um aumento claro de novas reservas, bem como, uma reativação daquelas que haviam sido canceladas.
Os Britânicos aguardavam o levantamento da obrigatoriedade de quarentena imposta pelo seu Governo para poderem viajar para Portugal.
Existiram também novas reservas, motivadas pelo facto de Portugal passar a estar incluído na lista de Países seguros, bem como, o cancelamento de viagens para outros destinos, ainda incluídos na lista de países pouco seguros, contribuiu para o aumento do número de visitas ao nosso País.
Em Portugal, vários empresários e empresas do setor turístico, falam num verão prolongado, uma vez que grande parte destas reservas são para os meses de setembro e outubro.
Em relação à Ilha da Madeira, houve um aumento de 64% do número das reservas de ingleses para a região.
Também o mercado alemão está a dar sinais muito positivos para o turismo do Algarve, assistindo-se a um retomar de interesse por parte dos turistas e dos agentes do setor.
Quanto ao turismo Nacional, o interior do Alentejo beneficiou com a pandemia, optando os Portugueses por zonas em que os casos tenham sido poucos. O turismo rural e o alojamento local de cada região têm vivenciado meses de intensa procura, com uma boa taxa de ocupação, refletida também no mês de setembro. O mesmo aconteceu com o interior Norte do país, num verão marcado pela procura de férias em família longe de multidões, aqui podemos dar como exemplo o Gerês com uma procura acentuada pelos Portugueses das diferentes regiões nacionais.
Em relação a Lisboa e Porto assistiu-se à reabertura da maioria das unidades hoteleiras, sendo o número de visitas de estrangeiros efetivamente mais baixo, quando comparado com anos pré-Covid.
Em termos de investimento, a Câmara do Porto tem em curso 98 processos de licenciamento para novos empreendimentos turísticos, dos quais 84 são hotéis. Mantem-se assim a aposta no setor hoteleiro.
Esta aposta concentra-se essencialmente em unidades de 4 estrelas (52%) e cinco estrelas (19%).
Em Lisboa existe a previsão de 14 novos hotéis a concretizar até finais de 2021. Existem também muitos projetos de remodelação para hotelaria, escritórios e residencial.
O crescimento da oferta irá continuar nos próximos anos, com 180 projetos com abertura prevista até 2022, e cuja capacidade ultrapassará os 15 mil quartos. Correspondem maioritariamente a hotéis de quatro e cinco estrelas (34% e 29% respetivamente).
Veja Também